Posts

Busca Avançada

1A busca irá retornar somente posts que atendam a todas as opções selecionadas.
2Filtros válidos somente para matérias institucionais

Posts de blog212

  • Profissionais de Saúde Voluntários para Zona Sul de Recife

    Categorias: Infância, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Se você é Fonoaudiólogo, Fisioterapeuta, Dentista, Nutricionista ou Terapeuta Ocupacional e dispõe-se a prestar serviço voluntário na zona sul de Recife, entre em contato.

  • Seja um AMIGO DO IDOSO!

    Categorias: Terceira Idade, Esporte e Lazer, Educação, Arte e Cultura

    Na Casa do Vovô Feliz, nenhum idoso mora lá, sabe por que? Porque para nós é muito importante reincluí-lo na família e na sociedade, para que não precise ser internado em alguma instituição. Lógico, não temos nada contra essas instituições, pelo contrário buscamos parcerias também com elas. Trabalhamos com a prevenção de tantos males, através de oficinas de atividades com exercícios de memória, arteterapia, psicologia individual e em grupo, dança, música, artesanato, artes, palestras, atividades para melhorar a qualidade de vida, dentre outras. Por isso em nossa Instituição inscrevemos pessoas a partir de 50 anos de idade, quando estão para ingressar na maturidade, onde detectamos que muitas “coisas” acontecem nessa fase da vida, como as mudanças fisiológicas, corporais, emocionais, profissionais…
    Venha ABRAÇAR A CAUSA DOS IDOSOS!

    “Uma pessoa solidária, jamais será solitária” Joanna de Angelis

  • Assembleia geral ASVC

    Categorias: Terceira Idade, Trabalho com a Comunidade

    Neste sábado, tivemos a nossa assembleia geral da ASVC com associados e convidados.
    Houve as prestações de contas e infomamos que, as nossas assembleias gerais, serão mensais e que estamos fechando parcerias fortes no setor da MORADIA POPULAR DO CENTRO/SP E CENTRO EXPANDIDO.

    Todos que quiserem, podem se informar e participar.
    Estaremos divulgando em breve, as nossas agendas permanentes e o local.

    ASVC – Apoio Social e Cidadania.

  • Bienal do Livro Minas 2012

    Categorias: Terceira Idade, Internet e Tecnologia, Trabalho com a Comunidade

    Photobucket

    http://www.bienaldolivrominas.com.br

  • Visita de abril

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Terceira Idade

    Visita ao Lar dos Velhinhos Maria Madalena
    Comemoração para os idosos aniversariantes do mês, com muita música, comes, bebes e diversão.

    Endereço: SMPW, Qd. 2, conj. 1 e 2 – Núcleo Bandeirante / DF
    Ponto de referência: 1º retorno depois da passarela do Setor de Motéis

    Data da visita: 01/04 (domingo) às 14:00 h
    Informações: 8489-2780 Andressa ou 8637-4299 Edcarla
    Site: http://www.institutointegridade.org/

    Sobre o abrigo: a casa acolhe 100 idosos de ambos os sexos

    Principais necessidades: Leite, aveia, roupa de cama e banho, desinfetante, sabão em pó.
    Levar lanches salgados ou doces diet, fruta e suco/refri diet.

  • Saúde não tem preço

    Categorias: Cidadania e Defesa de Direitos, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Se você é diabetico ou hipertenso ou conhece alguém que é. Não pague mais pelos remedios. O governo federal lançou a campanha: Saúde não tem preço Remédios de graça para hipertensão e diabetes nas Farmácias Popular de todo o Brasil.
    Programa Saúde Não Tem Preço, beneficia a população brasileira que sofre com hipertensão ou diabetes passa agora a ter acesso gratuito aos medicamentos para o tratamento destas doenças.

    O diabetes ocorre devido ao aumento anormal da taxa de açúcar no sangue.
    Aumento da fome, sede excessiva, vontade constante de urinar, visão embaçada,
    ganho ou perda de peso, lenta cicatrização dos ferimentos, cansaço e infecções
    na pele estão entre os principias sintomas.

    Divulgue está campanha para que todos que não a conhecem tenham acesso aos medicamentos gratuitos.

    Confira no endereço abaixo onde encontrar uma farmácia mais próxima de você e também conheça o programa na integra.

    http://www.saudenaotempreco.com.br/encontre_aqui.php

    Deus abençoe.

  • A arte de envelhecer

    Categorias: Terceira Idade

    Conta um jovem universitário que, no seu primeiro dia de aula, o professor se apresentou e pediu que todos procurassem conhecer alguém que não conheciam ainda.

    Ele ficou de pé e olhou ao redor, quando uma mão lhe tocou suavemente no ombro. Deu meia volta e viu uma velhinha enrugada, cujo sorriso lhe iluminava todo seu ser.

    Ela lhe falou sorrindo: “Oi, gato. Meu nome é Rose. Tenho oitenta e sete anos. Posso lhe dar um abraço?”

    O moço riu e respondeu com entusiasmo: “Claro que pode!”

    Ela lhe deu um abraço muito forte.

    “Por que a senhora está na Universidade, numa idade tão jovem, tão inocente?” perguntou-lhe o rapaz.

    Rindo, ela respondeu: “Estou aqui para encontrar um marido rico, casar-me, ter uns dois filhos, e logo me aposentar e viajar.”

    “Eu falo sério”, disse seu jovem colega. “Quero saber o que a motiva a enfrentar esse desafio na sua idade.”

    Rose respondeu gentil: “Sempre sonhei em ter uma educação universitária e agora vou ter.”

    Depois da aula, ambos caminharam juntos, por longo tempo, e se tornaram bons amigos.

    Todos os dias, durante os três meses seguintes, saíam juntos da classe e conversavam sem parar.

    O jovem universitário estava fascinado em escutar aquela “máquina do tempo”. Ela compartilhava com ele sua sabedoria e experiência.

    Durante o curso, Rose se fez muito popular na Universidade. Fazia amizades onde quer que fosse.

    Gostava de se vestir bem e se alegrava com a atenção que recebia dos outros estudantes.

    Ao término do último semestre, Rose foi convidada para falar na festa de confraternização. Naquele dia, ela deu a todos uma lição inesquecível.

    Logo que a apresentaram, ela subiu ao palco e começou a pronunciar o discurso que havia preparado de antemão. Leu as primeiras frases e derrubou os cartões onde estavam seus apontamentos.

    Frustrada e um pouco envergonhada, se inclinou sobre o microfone e disse simplesmente:

    “Desculpem que esteja tão nervosa. Não vou poder voltar a colocar meu discurso em ordem. Assim, permitam-me simplesmente dizer-lhes o que sei.”

    Enquanto todos riam, ela limpou a garganta e começou:

    “Não deixamos de brincar porque estamos velhos; ficamos velhos porque deixamos de brincar.

    Há alguns segredos para manter-se jovem, ser feliz e triunfar.

    Temos que rir e encontrar o bom humor todos os dias.

    Temos que ter um ideal. Quando perdemos de vista nosso ideal, começamos a morrer.

    Há tantas pessoas caminhando por aí, que estão mortas, e nem sequer sabem!

    Há uma grande diferença entre estar velho e amadurecer. Se vocês têm dezenove anos e ficam um ano inteiro sem fazer nada produtivo, se converterão em pessoas de vinte anos.

    Se eu tenho oitenta e sete anos e fico por um ano sem fazer nada de útil, completarei oitenta e oito anos.

    Todos podemos envelhecer. Não requer talento nem habilidade para isso. O importante é amadurecer, encontrando sempre a oportunidade na mudança.

    Não me arrependo de nada. Nós, de mais idade, geralmente não nos arrependemos do que fizemos, mas do que não fizemos.

    E, por fim, os únicos que temem a morte são os que têm remorso."

    Terminou seu discurso cantando “A rosa”. Pediu a todos que estudassem a letra da canção e a colocassem em prática em suas vidas.

    Rose terminou seus estudos e, uma semana depois da formatura, morreu tranqüilamente, enquanto dormia.

    Mais de dois mil estudantes universitários assistiram as honras fúnebres, para render tributo à maravilhosa mulher que lhes ensinou, com seu exemplo, que nunca é demasiado tarde para chegar a ser tudo o que se pode e deve ser.

    • * *

    O importante não é acumular muitos anos de vida, mas adquirir sabedoria em todos os momentos que os anos nos oferecem.

    Afinal, envelhecer é obrigatório, amadurecer é opcional.

    Pense nisso!

    Autor:
    Texto da Redação do Momento Espírita, baseado em história de autor ignorado.


  • TRISTE

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Triste mesmo são as pessoas que precisam criticar e encontrar defeito nas outras pra se sentirem um pouco melhor.


  • RECOMEÇAR

    Categorias: Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e, o mais importante, acreditar em você de novo.

    !!


  • KAREN

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    A adolescente aguardou o final da aula e se dirigiu ao professor. Confiava nele e, por isso, desejava lhe contar a tormenta que estava vivenciando.

    Estava prestes a sair de casa, embora não soubesse para onde ir. Mas, não agüentava mais a situação.

    Sua mãe se prostituíra e, todos os dias, homens diferentes adentravam o que deveria ser o seu lar.

    Era uma vergonha! – dizia Karen. Tenho vergonha de minha mãe. Não nos falamos há muito.

    O professor, experimentado nas questões do mundo, ouviu com atenção e sugeriu que ela conversasse com sua mãe.

    Alguma vez perguntara a ela o que estava acontecendo? Por que se permitia tal comportamento?

    Mãe e filha eram como duas estranhas vivendo sob o mesmo teto. Quando uma entrava, a outra saía.

    O tempo passou. Aquele ano se findou e meses depois, a jovem procurou o professor, outra vez.

    Estava diferente. O rosto irradiava felicidade. Ela falara com sua mãe. Um longo e doloroso diálogo.

    Contudo, se dera conta que sua mãe sofria de uma grave carência afetiva.

    A mãe falara de sua viuvez muito jovem, uma filha para criar, a rebeldia de Karen, a soma das dificuldades.

    E, por fim, do equivocado caminho pelo qual optara.

    Mais um tempo passado e Karen veio dizer ao professor que ela e sua mãe tinham transferido residência.

    Que se haviam tornado amigas. Que agora costumavam fazer tudo juntas. Que a mãe deixara a vida equivocada e se dedicava, com exclusividade a ela.

    Saíam, conversavam, faziam compras, trocavam idéias. Como era boa aquela mãe – descobrira a jovem.

    Karen estava muito agradecida ao professor por ter sugerido que ela conversasse com sua mãe, que se aproximasse dela.

    Hoje, passados alguns poucos anos, Karen está casada e tem um filhinho.

    O genro encontrou na sogra uma pessoa especial, dedicada, carinhosa.

    Agora, quando o casal deseja viajar, ou necessita estender-se em horas a mais no trabalho, é a mãe dedicada que fica com o netinho.

    Vovó, mamãe! – essas são as palavras mágicas que alimentam o coração da mãe de Karen.

    Em verdade, o anjo de Karen. O anjo de sua vida, que vela todos os dias por ela, pelo genro a quem acolheu como filho e ao netinho.

    • * *

    O diálogo franco, honesto ainda faz muita falta. No lar, as pessoas se isolam, magoadas umas com as outras, por palavras ditas ou não ditas, por atitudes impensadas.

    Tudo se tornaria bem mais fácil se as pessoas aprendessem a conversar, a perguntar porquês, a indagar de razões.

    Se, em vez de se falar às ocultas, criar desconfianças, gerar desencontros, aprendêssemos sempre a conversar, olhando nos olhos uns dos outros, a vida se tornaria mais fácil de ser vivida.

    Pois o que complica a vida é cada qual ficar em seu canto, imaginando que não é amado, querido, desejado.

    Quando seria tão simples perguntar: Por que você está agindo desta forma?

    Por que tomou aquela atitude? Por que não fez o que lhe pedi? Por que esqueceu do nosso aniversário?

    Pense nisso e adote, em sua vida, a atitude de nunca deixar para depois o elucidar qualquer questão.

    Converse mais, participe das questões familiares, seja amigo dos seus amores.

    Descubra, enfim, a riqueza de cada um e enriqueça-se interiormente, tornando a sua vida plena de amor, de atitudes de afeto e bem-querer.

    Experimente!


  • CRÍTICAS

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Se as críticas dirigidas a você são verdadeiras, não reclame; se não são, não ligue para elas.


  • AJUDA

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Você nem sempre terás o que desejas, mas enquanto estiveres ajudando aos outros encontrarás os recursos de que precise.


  • PRECES

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Saúde e Nutrição, Terceira Idade

    Em minhas preces de todo dia, sempre peço coragem e paciência. Coragem para continuar superando as dificuldades do caminho naqueles que não me compreendem. E paciência, para não me entregar ao desânimo diante das minhas fraquezas!…


  • MAIS OU MENOS

    Categorias: Trabalho com a Comunidade, Terceira Idade

    A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos… Tudo bem! O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum… é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.

  • Acessibilidade sem barreiras

    Categorias: Cidadania e Defesa de Direitos, Terceira Idade

    Acessibilidade sem barreiras

    A acessibilidade é um direito garantido às pessoas com mobilidade reduzida, de caráter temporário ou permanente. Portadores de deficiência, idosos, obesos, gestantes, entre outros, estão assegurados pelo Decreto Federal nº 5.296/04 que regulamenta as Leis de nº 10.048/00 e nº 10.098/00. Uma prioriza o atendimento e a outra estipula as normas gerais e critérios básicos para promover o acesso.

    A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), através da NBR 9050/04 determina que um projeto de construção seja acessível aos seus moradores através da adaptação de edificações, mobiliário, espaços internos e externos do imóvel.

    O Grupo Itambé, empresa administradora de condomínios, possui uma equipe especializada na análise de projetos dos novos prédios residenciais para a aplicação correta da Norma, bem como arquitetos que também realizam a adaptação dos mobiliários nos ambientes internos, pois as necessidades individuais do morador devem ser garantidas.

    “A arquitetura precisa se preparar cada vez mais para atender àqueles com limitações de movimentos permanentes e temporários”, comenta a arquiteta e analista de projetos do Grupo Itambé, Arq. Cibele Brito.

    Os prédios antigos também precisam de adaptações através de reformas para se enquadrar nas regras da NBR. O diretor da Legislação Urbana do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Rogério Romeiro, esclarece que a reforma dos edifícios não é obrigatória, mas para a norma da ABNT é considerado adaptável um espaço, edificação, mobiliário, equipamento urbano ou elemento cujas características possam ser alteradas.

    Além das questões financeiras, a reforma de um prédio antigo deve ser analisada com cautela. “Sem dúvida haverá custos que também dependerão de fatores físicos, tais como a estrutura, instalações, condições de adaptabilidade do local e necessidades de seus usuários”, conta Romeiro. A maior dificuldade não é o custo com as obras, mas conscientizar os moradores. “Em algum momento da vida podemos enfrentar problemas de mobilidade, geralmente não pensamos nisso”, afirma Cibele.

    Segundo Romeiro, “essa é uma questão de educação e respeito”. O Secovi-SP estuda a realização de cursos e treinamentos para os síndicos sobre esse tema a fim de orientar os condôminos. No momento da compra do imóvel, analise o projeto com cautela e em caso de dúvida, procure um profissional especializado.

    Por Marilúcia Cavalcante
    Da Redação Webcasas

    http://www.webcasas.com.br/imovel/sp/lerconteudo/especial/32914/acessibilidade-sem-barreiras.html

  • Um novo tempo... Novos planos e projetos...

    Categorias: Terceira Idade, Internet e Tecnologia, Trabalho com a Comunidade

    Quando findar o ano ainda corrente, muitas pessoas farão ou repassarão a limpo a famosa listinha de promessas. Estudar mais, amar mais, mudar de vida, ficar rico, ir mais à igreja e tralálá… Nunca fiz esta tal lista, ou ainda prometi em minhas orações a Deus na passagem de ano. Nunca o fiz por que nunca fiz planos de curto prazo, ou pelo contrário, sempre deixo na ação da minha vida, dos meus planos e do meu ser.
    Bem, neste final de ano, acho que vou fazer a tal listinha também. Vou pedir a Deus que me dê muita paz no coração para colocar em prática o que já está no papel. Os projetos sociais que bolamos há muito tempo ou agora a pouco… No último domingo, tive o gostinho de vestir a roupa da menina bailarina “Drica” e sair pela cidade distribuindo presentes para a garotada na cidade. Foi muito divertido e gratificante ver os sorrisos de agradecimentos e a felicidade deles.
    Que neste novo ano, 2012, possamos fazer planos, apresenta-los a Deus e assim, Deus abençoa-los para que eles possam dar certo como fala o Sábio Rei Salomão em Provérbios de Salamão 3:6. Podemos sim, fazer a nossa listinha, mas não basta apenas isso. É como a palavra oração: ORAR+AÇÃO= PEDIR E CORRER ATRÁS… Que possamos perseguir nossos sonhos, e que, os nossos sonhos sejam os sonhos de Deus para com o nosso próximo.

    Feliz 2012!!!
    Participe de projetos sociais… Você vai ver. É Massa!!! rsss

  • ‘É preciso saber o que a garantia estendida exclui', diz Nadja Sampaio

    Categorias: Meio Ambiente, Terceira Idade, Internet e Tecnologia

    A jornalista especialista em defesa do consumidor explica quando é vantagem contratar a garantia estendida.

    http://www.sincor-rs.com/noticias/735-e-preciso-saber-o-que-a-garantia-estendida-exclui-diz-nadja-sampaio

  • Feliz Natal

    Categorias: Terceira Idade, Juventude, Infância

    Que a luz e o espirito do natal norteiem nossas ações em 2012

  • CORRUPÇÃO TAMBEM E UM PROBLEMA SOCIAL

    Categorias: Terceira Idade, Internet e Tecnologia, Trabalho com a Comunidade

    GOSTARIA DE SOLICITAR O SEU APOIO PARA UM TRABALHO VOLUNTARIO MUITO IMPORTANTE
    ESSE TRABALHO SERIA TENTAR FAZER UM MOVIMENTO PARA CHAMAR ATENÇÃO DA POPULAÇÃO SOBRE A CORRUPÇÃO QUE JA ESTA NOSSO DIA A DIA E QUE ESTA PASSANDO DESPERCEBIDO POR TODOS NOS,OU AS VEZES NÃO ESTA PASSANDO DESPERCEBIDO MAS NOS ESTAMOS FAZENDO VISTA GROSSA , SABE COMO??? COM O TRADICIONAL JEITINHO BRASILEIRO.PORTANTO VENHO POR MEIO DESSE INFORMAR QUE NOS TAMBEM SOMOS CORRUPTOS POR SABERMOS DISSO E NÃO FAZERMOS NADA…ENTÃO GOSTARIA DE SOLICITAR A SUA AJUDA PARA ACHARMOS UMA MELHOR MANEIRA DE MOSTRAR QUE NOS NÃO ESTAMOS DE ACORDO COM O QUE ELES ESTAO FAZENDO,PORQUE ESTOU PEDINDO A SUA AJUDA PORQUE DUAS OU MELHOR VARIAS CABEÇAS PENSAO MELHOR QUE UMA OU DUAS PORTANTO ME AJUDE A NOS AJUDAR A TERMOS CONDIÇOES MELHORES DE VIDA.JA DE ANTE MÃO AGRADEÇO A SUA PACIENCIA E SUA ATENÇÃO E PEÇO DESCULPA POR QUALQUER ERRO DE PORTUGUES QUE AQUI COMETI
    ATT:MARLON CHAVES

  • Brincadeira tem hora

    Categorias: Terceira Idade, Trabalho com a Comunidade, Saúde e Nutrição

    “Acho” que até uma “zoação” deve ser bem feita, bem elaborada e com "ar"de brincadeira. Caso contrario parece ofender, agredir… ou , no minimo, de mau gosto!

  • Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável

    Categorias: Terceira Idade, Internet e Tecnologia, Trabalho com a Comunidade

    http://www.florestafazadiferenca.com.br/home